Dicas para passar em um processo de trainee

No último post (VEJA AQUI) mostrei pra vocês quais eram as empresas de moda que faziam processos de trainee. Como já falei antes, entrar em uma empresa como um trainee é a forma mais rápida de crescer na empresa, além de aprender na prática como funcionam várias das áreas da organização. É uma super oportunidade e, se quisermos aproveitá-la, devemos nos preparar.

Foi pensando nisso que conversei com o Dr. Harrison Ceribeli, professor de gestão de pessoas na Universidade Federal de Ouro Preto, e preparei esse post com várias dicas e comentários sobre o que devemos fazer para passar em um processo de trainee.

Antes de você tentar o processo de seleção de trainee, já existem pontos importantes a serem trabalhados que serão fundamentais para seu sucesso na seleção,  segundo Harrison: “O idioma é fundamental, dificilmente um programa de trainee hoje não pede idioma”. Então, essa é a hora de estudar e deixar o inglês afiado, o professor completa que “É intermediário ou fluente, o inglês básico não vai servir pra nada. Se você tiver um segundo idioma além do inglês, você torna seu currículo ainda mais competitivo. Hoje o idioma é tão imporntante quanto ter uma graduação. Apenas 5% da população fala inglês, então, só de você ter o inglês, já estará na frente de muita gente.”

Apenas 5% da população fala inglês, então, só de você ter o inglês, já estará na frente de muita gente.

Além do idioma, empresas também buscam profissionais que tiveram algum tipo de experiência anterior, como estágio ou projetos de pesquisa, tais pontos tornam seu currículo mais competitivo. Dependendo da empresa, até seu lado bom samaritano pode te ajudar, segundo Harrison, “um número grande de empresas valorizam o candidato que já participou de projetos envolvendo responsabilidade sócioambiental, isso está na moda. Se você se engaja nesses pontos, pode enriquecer seu currículo.”

Não podemos esquecer de conhecer bem a empresa, segundo Ceribeli, “É extremante importante conhecer a história , a missão, a visão e, principalmente, os valores da empresa.” Os seu discurso durante o processo de seleção de trainee, a forma como você vai se portar na entrevista e na dinâmica, deve estar alinhado com os valores da empresa. Harrison da o exemplo que “se tem uma empresa que valoriza trabalho em equipe, é extremamente importante que você, nos vários mementos do processo de seleção, mostre que é capaz de trabalhar em equipe. Deve-se estar alinhado com os valores da empresa, conhecera um pouco a trajetória, assim como conhecer o setor que a empresa atua, pois na entrevista provavelmente vão aparecer perguntas sobre isso, se você não conhece a empresa, não conhece os desafios que a empresa tem que vencer, você já é descartado”.

Tem sempre aquelas perguntas de praxe nesse tipo de seleção, perguntando sobre isso para o professor, ele disse que a pergunta “Que tipo de competências você conseguiria agregar pra organização?” será uma que vai aparecer com certeza. Para se preparar para essa pergunta, deve-se fazer um raio-x de quais são seus pontos fortes, sempre sendo bem coerente, porque eles vão analisar essa entrevista em relação ao que você já apresentou ao longo do processo.

Existe também o que você não pode fazer! Segundo Harrison, arrogância pode ser um grande problema, “sempre que o candidato quer mostrar que “já ganhei” ou “eu sou o melhor candidato”, com prepotência demasiada, não vai ser visto com bons olhos.” e ainda completa que “a questão da estabilidade emocional é muito importante, então, o candidato que perde a cabeça em uma dinâmica, por exemplo, começa a querer falar mais alto que o outro, deve saber que isso pesa muito contra ele. Então manter o auto-controle durante o processo é extremante importante, assim como a questão da auto-confiança, se você não é auto-confiante, trabalhe esse aspecto em você, porque são poucos profissionais auto-confiantes.” e sobre auto-confiança ele ainda completa, “auto-confiança mostra que o indivíduo tem um conjunto de competências que faz com que ele se sinta preparado para ocupar o cargo.”

Além de deixar a arrogância de lado, de forma alguma o candidato deve mostrar que aquela vaga é um trampolim para ir pra outro lugar ou que você quer ficar por pouco tempo na empresa, mesmo que essa seja sua ideia. O ideal é você mostrar que você quer crescer junto com a empresa, que você se identifica com ela, é isso que as empresas estão buscando.

De uma forma geral já vimos como nos preparar, o que devemos e não devemos fazer, mas considerando as empresas de moda, você não pode esquecer que sua imagem vai extremante importante. Como você se veste e seu estilo podem jogar ao seu favor ou deixar claro que você não se parece com aquela empresa. Por isso mesmo é importante entender a identidade da marca, qual o estilo que ela quer passar para seus clientes, como são seus clientes e, se você for um deles, melhor ainda. IMPORTANTE: Não exagere! Não use uma roupa de festa ou uma maquiagem de noite! Se a empresa for uma grande rede que tem uma estrutura formal, é interessante se vestir de acordo com isso.

Desejo muita boa sorte para todos que vão tentar um processo de trainee! E não se esqueçam de se preparar! :*

Anúncios

Um comentário sobre “Dicas para passar em um processo de trainee

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s