A MODA está passando por uma REVOLUÇÃO!

Desde que a moda é moda, ou seja, entre os séculos XIII e XIV na corte do Borgonha, a mudança é uma parte inerente em seu processo. Todas as vestimentas que existiram anteriormente à essa época não entram no conceito de moda exatamente por se permanecerem constantes por muito tempo. No Egito Antigo, por exemplo, usou-se o mesmo tipo de indumentária por 3.000 anos, Roma Antiga usou-se os mesmos modelitos por 1.200 anos e a Grécia Antiga por 800 anos, então, para ser clara, toda essa galera não estava na moda.

Se a moda é efêmera, o que faz com que os atuais processos de mudanças sejam tão relevantes? 

O ponto aqui a ser relevando é a questão histórica. Quando se criou esse conceito de moda em Borgonha, a mesma começou a mudar constantemente porque, os burgueses (que já eram cheios da grana, mas não tinham sangue azul) começaram a se vestir como os nobres, buscando alcançar um maior status com a vestimenta. Os nobres não gostavam nada disso, então eles mudavam suas roupas, mas os burgueses imitavam eles outra vez e isso se tornava um ciclo vicioso.

Corte de Borgonha
Imagem via A cidade medieval

O que estou querendo dizer é que, desde o inicio, a grande referência de moda eram as pessoas com maior status e poder aquisitivo. Com o tempo isso foi mudando, mas a alta costura (alta moda, high fashion) que sempre foi voltada para o público “A”, nunca se direcionou para a massa, ATÉ AGORA.

Agora, com a velocidade das informações graças as redes sociais e todas as outras mudanças advindas com a globalização, a estratégias das grandes marcas estão mudando de forma revolucionária! E enxergar a moda como um negócio foi parte fundamental desse processo.

Seguem agora alguns exemplos:

  1. A Semana de Moda de Londres será exibida em outdoors digitais espalhados por todo o Reino Unido. (Ou seja, para todos!!! Adeus para essa história que semana de moda é só pra alguns privilegiados.)

    london fashion week
    Foto via E!
  2. A Tommy Hilfiger em o seu próximo desfile apresentará uma coleção cápsula com a modelo Gigi Hadid e IMEDIATAMENTE depois do evento será possível comprar as peças nas lojas físicas e online da Tommy. (Ou seja, foco no consumidor final! E mais uma coisa, eles ao escolherem a Gigi pra essa coleção, apontaram que é porque ela tem mais seguidores no Instagram que a Revista Vogue.)

    tommy
    Foto via lockerdome
  3. Burberry está quebrando as regras! É a primeira grande marca a deixar de fazer desfiles separados por estações e ainda vai juntar as linhas femininas e masculinas no evento. (Bye-bye regras da alta costura, quem tá moldando agora como são as coisas é o mercado.)

    Burberry-Duty-Free
    Foto via duty free addict
  4. A Tom Ford também reunirá as linhas femininas e masculinas, assim como o novo queridinho do momento, o coletivo parisiense Vetements. (Quebrando as barreiras de gênero!!! Detalhe importante, Tom Ford também já fez um clip com Lady Gaga no lugar de um desfile, inovações para todos os lados ❤ )

Bom, deixa eu respirar agora e ver o que mais vem pela frente. Estou adorando as mudanças!

Anúncios

Um comentário sobre “A MODA está passando por uma REVOLUÇÃO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s